4. Estou com câncer de mama e tenho osteoporose. Que exercício físico eu posso fazer?

Recomenda-se que toda paciente em tratamento para o câncer de mama mantenha hábitos de vida saudáveis, incluindo a prática de atividade física que é fundamental, tanto para a preservação da massa óssea e da massa muscular, quanto para a redução do risco de recidiva do câncer. Após a liberação do médico e avaliação do profissional de educação física, os exercícios mais indicados são aqueles que estimulam a produção de células ósseas, incluindo exercícios que oferecem força compressiva nos ossos como os treinos aeróbicos e de fortalecimento, destacando-se a caminhada, musculação e treinos funcionais.

Adriana Napoleão

EDUCADORA FÍSICA

1. Posso fazer atividade física durante o tratamento quimioterápico?

Pode sim, sendo necessária a liberação do médico oncologista. O câncer de mama é o tumor de maior frequência na população feminina e o exercício físico após o diagnóstico de câncer está fortemente correlacionado com melhoria da qualidade de vida e aumento da sobrevida. A paciente que realiza exercício físico durante e pós-tratamento, consegue voltar às atividades diárias rapidamente, diminui a sensação de fadiga e cansaço, mantêm suas capacidades físicas e funcionais e pode reduzir os riscos de recorrência da doença.

2. Comecei a quimioterapia e sinto muita fadiga. Qual o exercício mais indicado para melhorar essa fadiga?

Durante o tratamento, 70% das mulheres apresentam fadiga e esse tipo de cansaço não melhora com o repouso, limitando suas atividades do cotidiano. Essa inatividade leva a perda da massa muscular e consequentemente da função. Um programa de exercícios físicos pode melhorar este quadro. O programa de exercício físico deve incluir o trabalho de força, capacidade aeróbica e flexibilidade, com a realização de um aquecimento antes de iniciar as atividades e alongamento e relaxamento no final, trabalhando a respiração profunda para aumentar a movimentação do tórax, ajudar no relaxamento e na redução de tensões.

3. Existe alguma restrição na prática de alguma atividade física para paciente oncológica?

O programa de exercício físico para pacientes oncológicas deve ser seguro, eficaz e agradável para a paciente, levando em consideração o tipo e estadiamento da doença; o tipo de tratamento, o nível de condicionamento físico e a liberação do médico Oncologista. Nas situações de infecção, febre e dor aguda, deve-se evitar o exercício físico, obedecendo sempre a liberação médica. O exercício físico deve ser iniciado devagar, aumentando o ritmo de maneira lenta e respeitando os limites individuais. É importante monitorar a frequência cardíaca, o cansaço e a respiração e ao sinal de falta de ar e cansaço, o exercício físico deve ser interrompido, sendo necessário um período de descanso para retomar as atividades.

REDES SOCIAIS
CONTATO

Fixo: (86)3221-8944
Celular: (86)99451-8447

NOSSA SEDE

R. São Pedro, 3113, Frei Serafim
CEP: 64001-260, Teresina - PI